Conheça o passeio virtual no Centro Velho de São Paulo

Por Karolina von Sydow

Página principal do site em 2D apresenta mosaico de rochas ornamentais que podem ser visualizadas em edifícios no antigo centro de São Paulo.

Dando continuidade ao investimento de plataformas digitais que facilitem a difusão das geociências e acesso a conhecimentos geológicos, o GeoHereditas anuncia a criação de uma nova ferramenta virtual interativa que possibilita um passeio geoturístico ao longo dos principais monumentos históricos e culturais do patrimônio urbano do Centro Velho de São Paulo. 

A proposta surgiu da geóloga e professora da Universidade do Estado de São Paulo (USP), Eliane Aparecida Del Lama, que integra o NAP, e vem dedicando anos de estudos voltados à caracterização de materiais pétreos que construíram a cidade e incentivo à prática de geoconservação e geoturismo.

“A divulgação desta ferramenta ajudará no processo de expansão do interesse e reconhecimento da sociedade pela geodiversidade local, que inclui sua história, formação e características gerais. E poderá servir como um instrumento de  promoção do patrimônio urbano construído e sua importância geológica e cultural”, destaca a pesquisadora .

Acesse o Roteiro Geoturístico no Centro Velho de São Paulo aqui.

Pesquisa da geodiversidade do centro histórico já gerou roteiro personalizado e atividades de geotour urbano

Ao longo desta trajetória, foi desenvolvido, em parceria com estudantes de Graduação e Pós-Graduação, um mapa com um roteiro geoturístico do centro histórico de São Paulo, destacando a origem das principais obras existentes na região, informações sobre a geodiversidade local, incluindo dados específicos sobre a rocha fonte de construção de cada ponto e outras curiosidades.

Este estudo do meio gerou uma base de dados, que experimentou constantes processos de atualização. Atualmente, o roteiro conta com 24 pontos destacados.

Entre os monumentos principais, fazem parte do roteiro: o Pátio do Colégio, Edifício Martinelli, Mosteiro de São Bento, Igreja São Francisco, Theatro Municipal, Banco do Brasil, entre outros.

Mapa com os 24 pontos selecionados e produzido com o uso da tecnologia ArcGIS StoryMaps.
Abertura do roteiro no Pateo do Colégio, que apresenta uma diversidade de rochas ornamentais, como Granito Itaquera, Granito Rosa Itupeva, entre outras.
Edifício Martinelli é o sexto ponto do geotour, que foi construído com Granito Capão Redondo.

O roteiro não ficou apenas como material de pesquisa e estudo da geodiversidade, mas foi aproveitado diversas vezes de uma forma prática, didática e funcional. Em julho deste ano, o GeoHereditas estreou o Programa Geociências em Foco com uma atividade de geoturismo urbano no centro histórico de São Paulo.

O programa, que tem a missão de buscar popularizar as geociências e promover práticas de geoconservação, pretende repetir logo a atividade que atendeu às expectativas do grande público participante, rendendo muitos elogios e agradecimentos aos organizadores. 

Professora Eliane Aparecida no geotour promovido, em julho, pelo GeoHereditas, o Geociências em Foco. Crédito: Luís Antônio Pereira de Souza.